segunda-feira, 5 de junho de 2017

Lave Seu Carro Você Mesmo

Lavar o Carro não é a atividade mais legal do mundo, convenhamos. Mas deixá-lo limpinho ou pelo menos evitar que ele fique imundo é necessário para passar uma boa impressão ao andar na rua, estacionar na frente do seu trabalho ou dar carona à alguém.
O melhor a fazer é aproveitar um dia de sol para lavá-lo. E se você souber o que está fazendo, fica muito mais fácil. Se atente para as nossas dicas.
Separe um balde com água e sabão nas proporções indicadas na embalagem. Assim você evita sujeiras e também espuma excessiva. Em um outro balde, separe apenas água limpa.
Comece molhando todo o carro com o auxílio de uma mangueira, e sempre comece pelo teto do veículo. Remova poeira e areia que podem riscá-lo. Também sempre limpe a esponja para evitar riscos, utilizando o balde que você separou com água limpa.
A parte inferior é sempre a mais suja, então deixe-a por último e quando for limpá-la, utilize uma escova com cerdas macias. A parte inferior do veículo é cheia de poeira, barro e graxa, você não vai querer começar por ela.

Deixe os vidros para limpar quando toda a lataria já estiver limpa, se não você vai ter que repetir todo o processo, o que demorará mais ainda. Quando for fazê-lo, utilize movimentos verticais e horizontais, os circulares podem riscar o vidro. E lembre-se de sempre utilizar um produto específico, chamado limpa-vidros.
No interior comece sempre aspirando o chão e depois o estofamento. Limpe com aspirador porta copos e compartimentos. Depois utilize água e sabão e uma escova macia para os bancos. Nunca molhe-os, apenas umedeça o necessário.

Para os tapetes basta um jato forte da água para os de borracha e uma escova úmida para os carpes de tecido. E pronto seu carro estará limpo e novo!

sábado, 3 de junho de 2017

Tabela FIPE - Para que serve?

A tabela FIPE é nada mais nada menos que uma tabela com o padrão de preços. Para ser montada são feitas pesquisas de preço em todo o território do Brasil. O responsável por pesquisar e divulgar os dados é a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas. Como já deu pra ver, é do instituto que a tabela herdou o seu nome.
Para ser montada, o Instituto de Pesquisas precisa levar em consideração alguns fatores. São eles:
·         Cor do automóvel.
·         Ano de fabricação do veículo.
·         Estado em que está sendo realizada a venda.
·         E por último, mas não menos importante, a marca do veículo.
Mesmo que a cor, ano, modelo sejam os mesmos, o preço pode variar em uma margem de até 15% conforme a região da compra e venda. Elas mudam muito por causa do Estado.
A variação ocorre por causa da oferta e demanda de venda. São fatores cruciais para que você consiga vender seu veículo barato. Quanto menor a procura e maior a demanda, mais desvalorizado o veículo ficará.
Você quer saber Quando usar a tabela fipe? Ela serva para cotar os preços na hora de comprar um veículo, seja ele novo ou usado. Os carros novos vem com preço sugerido de fábrica, então ela acaba sendo usada mais ainda na negociação de carros que já tiveram um dono.
Além da tabela FIPE, você deve verificar a quilometragem rodada e estado de conservação do veículo. A desvalorização deve ser corrigida conforme esses dois fatores também.

Ao contrário do que muita gente pensa, a tabela FIPE não serve apenas como um termômetro na hora se escolher o preço de venda do seu veículo. Com ela é possível medir a desvalorização que as marcas e carros sofrem ao decorrer do tempo. Esse também deve ser um fator lembrado na hora de comprar um carro novo. 
Veja o vídeo disponibilazado no site oficial: https://youtu.be/56alfHaU5Fs

domingo, 21 de maio de 2017

Comidas Típicas Brasileiras Para Agradar os Gringos.

Churrasco, feijoada, brigadeiro e caipirinha - 4 sabores completamente distindos e iguarias do nosso país. Não se encontram em qualquer lugar e podem dividir opiniões. Há quem ame e há quem odeie! Mas é uma boa opção caso queira montar um prato especial para algum gringo que está passando por aqui, ou vai viajar visitar alguém especial e bateu aquela vontade de apresentar um pouco da nossa cultura para o outro.
Particularmente acho que a comida é um fator da cultura que pode ser considerado um dos mais importantes e ele muda muito em cada região. Experimentar novos gostos, texturas e aromas é algo único e que deve ser aproveitado. Então quando viajar, permita-se comer tudo o que quiser e puder.
A feijoada é uma boa pedida, pois é a cara do nosso Brasil. Ao contrário do que muitos acreditam, não herdamos dos escravos mas sim foram feitas várias modificações em um prato que já existia, até que seurgiu o que conhecemos coma  feijoada. Ela reúne grãos de feijão preto e pedaços de carne de porco nem tão nobres assim. O tempero varia, mas um louro é quase que obrigatório e o resultado final é sempre muito bom.

Cachaça, foi descoberto nas fazendas de engenho. O sumo da cana fermentava e se transformava em uma água que evaporava e se acumulava nos telhados, pingando lentamente. Essa água ia nos machucados dos escravos e daí surgiu seu nome - aguardente. Juntaram a cachaça com limão e açúcar e criaram um drink pra lá de especial - a caipirinha. Vale a pena experimentar.
O churrasco recomendo ir em um lugar especializado, o gringo poderá experimentar vários cortes e ver como funciona o restaurante por aqui, se deliciando com diversos sabores.
O brigadeiro é uma receita muito simples. Junta basicamente leite condensado e chocolate em pó. Acredite - todo mundo adora! Não sei como ainda não aderiram a essa maravilha em outros países. Além de fácil de fazer, é um sabor que todo mundo adora.

Depois de servir tudo isso, duvido que qualquer um queira ir embora! É tudo muito delicioso! Bon apetit!

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Inglês Online - Vale a Pena ou Não Vale?

Falar inglês é primordial para ter acesso às melhores vagas de empresas e conteúdos, tanto digital quanto conteúdos online. Mais de 80% de toda internet possui conteúdos em inglês e apesar das ferramentas de tradução, como o Google tradutor, é preciso falar em inglês caso queira se comunicar com outras pessoas com sucesso. Além disso, é quase que obrigação falar inglês para um curriculum bom e completo e para viajar sem passar perrengues e dificuldades.
Uma dificuldade que as pessoas encontram hoje para se formar em um novo idioma e aprender uma nova linguagem é a falta de tempo! Então a procura por cursos de inglês através de plataformas online tem crescido a cada dia mais. Muita gente busca o aprendizado e acaba optando por fazer isso no conforto de seu próprio lar. Sem falar que os horários são flexíveis e é possível estudar na hora que lhe for mais conveniente. Pesquisei vários cursos e se quiserem uma indicação recomendo o inglês com a Carol me Ensina (clicando no link você vai ser redirecionado para um site que explica bem sobre ele). Mas o foco aqui não é esse.

Enquanto umas adoram e jamais trocariam os curso de inglês online por aulas em cursos presenciais, outros tem receio em se matricular em aulas online. Se for fazê-lo tenha em mente que para aprender é preciso disciplina, se você acha que não vai cumprir as horas necessárias, pule fora e opte por aulas comuns. Lembre-se mesmo que em cursos presenciais é necessário fazer atividades e estudar em casa.

Uma dica importante é estudar 20 horas semanais e não ter medo de tirar suas dúvidas. Até mesmo as plataformas digitais fornecem professores para responder o que você precisa. É comum que a dúvida venha na sua cabeça fora do horário de estudos, então anote-a para que seja respondida na próxima vez que se conectar. Essas foram nossas dicas. Lembre-se que com esforço tudo é possível.

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Exercite-se ao ar livre… É muito bom!

Não é de hoje que já sabemos o quanto exercício faz da nossa vida muito mais saudável. Entre tantos benefícios que ele pode nos proporcionar, perder peso, eliminar o estresse e se sentir de bom humor estão entre os principais. Muitas vezes nossa rotina atordoada impede uma prática constante, porém, é possível adaptar um pouco seu dia para que o exercício se enquadre, nem que seja adaptando espaços ou criando momentos propícios.

E uma excelente opção para você iniciar de vez uma nova vida é a prática de exercícios ao ar livre. Não há nada melhor do que estar livre para se exercitar, se movendo entre os mais diferentes lugares, em contato com a natureza e com outras pessoas que comungam desse mesmo propósito de vida.

Pensando em quem está disposto a encarar alguns exercícios ao ar livre, separamos algumas dicas sobre as principais modalidades. Veja abaixo:

Os Segredos da Caminhada


Se você não está com tempo de sobra, mas mesmo assim está disposto a queimar calorias e começar um rotina saudável, a caminhada é a melhor opção. É um exercício fantástico, pois não há necessidade de equipamentos específicos e de alto valor. Praticar caminhadas rotineiras é bom, pois pode lhe ajudar a livrar-se do estresse do seu dia de trabalho, além, é claro, de ajudar na queima de calorias. Se você não mora próximo de um parque ou de uma praça, não se intimide, caminhe pelas ruas do seu bairro e aproveite para conhecer melhor os detalhes da vizinhança.


O indicado é caminhar por 30 minutos todos os dias da semana, com essa carga você já poderá reduzir os riscos de doenças cardíacas, bem como o risco de diabetes e pressão arterial elevada.

Se o seu objetivo é perder peso, a carga de exercícios diários é de 60 minutos. Se a falta de tempo é um inibidor, use das situações do dia a dia para executar essa tarefa. Você pode andar para pegar os filhos na escola ou fazer compras no supermercado, ou você também pode aproveitar a oportunidade para passear com o cachorro.

Andar a pé é ótimo para fortalecer o sistema cardiovascular e é bom para os ossos. Falamos que você não precisaria de nenhum acessório específico, porém, indicamos a compra de um tênis apropriado, pois ele será uma ótima proteção para sua pisada.

Aderindo a nova moda: A Corrida!


Só a caminhada já não basta? O seu corpo pede algo a mais? Chegou a hora de partir para uma nova etapa de exercícios: a corrida! Se você quer perder peso, a corrida ajuda a queimar mais calorias do que caminhar. O único detalhe é que ele pode ser ruim para as articulações: joelhos, tornozelos e quadris.


Portanto, a chave é começar devagar e, com o passar do tempo, aumentar o ritmo e o tempo. Tome muito cuidado e não deixe que a ansiedade tome conta de você. Não extrapole as etapas. Faça corridas de leve e deixe seu corpo sentir, aos poucos, a sua nova rotina de vida. Caso você parta para o “tudo ou nada”, seus joelhos, tornozelos e os quadris vão sentir.

Para uma boa corrida você precisa de um bom tênis – e não esqueça de fazer um nó forte que garanta que o tênis não se desamarre. Opte por estradas (ruas) que tenham um bom asfalto. Evite ruas de chão batido ou com muitos buracos, assim, você evita acidentes e mantém a saúde dos joelhos e tornozelos.

Ande de Bicicleta


Andar de bicicleta é um ótimo exercício cardiovascular e também é uma ótima opção para quem gosta de exercícios ao ar livre, pois permite que você tenha momentos para fazer exercícios e pensar um pouco na vida, livrando-se do estresse do trabalhou ou de casa. Além disso, é um exercício super divertido!


Claro que não é um esporte barato, porém, você consegue comprar os equipamentos para começar a pedalar sem muito esforço. É importante que a bicicleta seja adequada para o seu porte físico, caso contrário, você vai fazer muito esforço com os joelhos e costas. Entre os acessórios essenciais para a prática do ciclismo, destacam-se o capacete, luvas, cotoveleiras, sinais de iluminação e buzina. Além disso, não abra mão de uma boa bicicleta.

Pai tem que participar

Já dizia na propaganda: “Não basta ser pai, tem que participar!”. Esta frase retratou uma mudança de conceito, pois na era industrial a mãe era responsável pelos afazeres da casa, da educação e cuidados do filho e o pai era o provedor, ou seja, a ele competia trabalhar e trazer o sustento para a manutenção da casa. Esta divisão de responsabilidades ocasionava um distanciamento muito grande entre pais e filhos. Era comum o pai não participar de nenhuma atividade do filho, não saber o nome da professora, não se envolver em problemas e situações cotidianas.

Com o passar do tempo este molde familiar foi se modificando. A mulher começou a trabalhar fora e ao final do dia chegavam os dois (marido e mulher) em casa para cuidar dos afazeres domésticos e da educação dos filhos.


Com esta mudança quem saiu ganhando foram os filhos que passaram a conviver mais diretamente com o pai.

A figura paterna é muito importante tanto para o filho quanto para a filha. Poder obter a visão masculina de uma situação é profundamente enriquecedor.

Esta atuação mais presente estreitou os laços afetivos propiciando ao homem sentir o prazer de ser PAI.

Hoje o homem participa ativamente desde a constatação da gravidez, assiste ao parto, ajuda a cuidar do recém-nascido, troca fralda, ajuda o nenê a arrotar, faz massagem para acalmar as cólicas, ajuda nos primeiros passos, nas primeiras palavras e assim por diante.
A mãe também mudou suas atitudes favorecendo esta participação ativa. Antes era comum a mulher criticar tudo que o homem fizesse. Só ela é que sabia cuidar do filho. Hoje ela pede ajuda e divide tarefas.

Este cuidar é que faz com que o amor seja incondicional.

Posição ideal do travesseiro para uma noite perfeita de sono

Nada como uma boa noite de sono para se renovar, não é mesmo?! Mas com tanta opção de travesseiros no mercado, fica difícil saber qual é o ideal para cada pessoa.

Não é apenas o fato de ser macio, o travesseiro tem uma função importante que é deixar a cabeça, o pescoço e a coluna confortáveis durante o sono. O travesseiro tem a função de preencher o vão que fica entre a cabeça e os ombros, e deixar a coluna alinhada. Mas atenção, pois o culpado da sua noite mal dormida pode estar mais perto do que você imagina!

De acordo com especialistas, não adianta comprar um colchão top de linha se o apoio da sua cabeça não for confortável e adequado à sua posição de dormir. A posição ideal e correta para dormir é deitar de lado e o travesseiro deve ficar entre a cabeça e os ombros deixando a coluna alinhada em um ângulo de 90 graus. Por isso o travesseiro não pode ser muito alto nem baixo. Então tenha muita atenção à posição do travesseiro, no vão entre a cabeça e os ombros!

Às vezes é difícil achar um único travesseiro ideal para o seu sono perfeito. Para isso você pode usar dois travesseiros, um de espuma mais firme para sustentar a cabeça e outro mais suave em contato com a cabeça e o rosto. Sem esquecer do alinhamento da coluna!


Separamos algumas dicas de travesseiro para você saber qual o ideal


  • Travesseiros de Fibras: de algodão ou material sintético. São leves e com várias espessuras. De fácil higienização, pode ser lavado na máquina e secado na sua secadora.
  • Travesseiro Viscoelástico: espuma capaz de se moldar ao corpo da pessoa. Se adapta à temperatura do corpo. Ideal para quem dorme de bruços.
  • Travesseiro de Látex: sempre volta a forma original mesmo depois de dobrado. 
  • Travesseiro de Plumas de ganso: leve e macio. É preciso afofá-las diariamente para evitar que o recheio se acumule em uma das partes e recuperar sua forma natural. 
  • Travesseiro de Espuma: espuma de poliuretano. Macio e confortável.
  • Travesseiro de Espuma com Molas: as molas ficam dentro de uma camada de espuma. Proporciona um conforto maior devido a sua maciez. Indicado para pessoas que dormem de lado. Pode deformar com o tempo.

Com tantas opções, o melhor é experimentar e chegar ao ideal para você! Isso mesmo, quando for comprar o seu novo travesseiro não adianta apertar com a mão. É preciso ir de cabeça! A cabeça é uma das partes mais pesadas do corpo e provoca uma grande pressão no travesseiro. Sendo assim, deite sobre a peça para sentir o conforto e verificar se a coluna fica reta. Só assim você estará levando para a casa o melhor travesseiro!